QUEM SOMOS
APRESENTAÇÃO

O INDA, Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço, é uma Instituição Não Governamental, legalmente constituída, sem fins lucrativos e fundada em julho de 1970.

Seu principal objetivo é promover o uso consciente do Aço, tanto no mercado interno quanto externo, aumentando com isso a competitividade do setor de distribuição e do sistema Siderúrgico Brasileiro como um todo.

Contando com uma equipe de profissionais altamente especializados, instalações e recursos necessários, a Sede do INDA está localizada na R. Silva Bueno 1660 - 1ª andar, conj. 107, Ipiranga, São Paulo – SP

O desenvolvimento de Estudos Estatísticos Estratégicos e a produção de Conhecimento Técnico Específico são algumas das ferramentas que o Instituto se utiliza para oferecer informações a seus associados, e ao mercado de uma maneira geral, sempre objetivando o crescimento da cadeia produtiva.

Identificamos que o desenvolvimento sustentável de um Pais, com adequada infra-estrutura de saneamento, transporte, saúde, educação e aparelhos públicos de cultura, esporte e laser, está diretamente relacionado ao aprimoramento de seu sistema siderúrgico e conseqüente produção e distribuição do Aço.

O Instituto é formado estatutariamente por três categorias distintas de Associados: Membros Titulares, Membros Filiados e Membros Honorários.

HISTÓRICO

O Instituto foi fundado no dia 23 de julho de 1970, por um pequeno grupo de empresários preocupados em organizar e tornar mais eficiente os processos de distribuição de produtos siderúrgicos no Brasil.

Hoje, o INDA é uma associação de esforços que busca elevar cada vez mais a produtividade global das atividades de distribuição e pré-processamento de aço, concebendo e gerenciando um macro sistema de informações e dados necessários a uma perfeita administração do estoque total do setor.

Seu Quadro Associativo conta com as maiores empresas distribuidoras de Aço do país que, por meio de seus depósitos, centros de serviços e escritórios comerciais, dão efetiva cobertura a todo território nacional. Essa imensa rede de distribuição atua também no mercado externo, sempre que este mercado possa beneficiar a nossa produtividade interna.

MISSÃO

Promover o uso do aço, aumentando a competitividade de seus membros e do sistema siderúrgico brasileiro, dentro da visão estratégica de que sejam atendidas as expectativas de seus diversos agentes.

VISÃO

Ser reconhecido internacionalmente como o maior reduto mundial de informações sobre produção e distribuição de Aço.

QUADRO ASSOCIATIVO

De acordo com seu Estatuto Social, o Instituto é integrado por número ilimitado de membros classificados em:

  • Titulares - Empresas distribuidoras de Aços Planos e Longos;
  • Filiados - Usinas Siderúrgicas e Associações afins
  • Honorários - Pessoas Físicas conceituadas do setor
QUADRO ASSOCIATIVO

Distribuidores de aço são empresas que compram grandes lotes das siderúrgicas e os revendem em quantidades menores para pequenos consumidores, uma vez que as usinas siderúrgicas aceitam pedidos somente acima de 500 toneladas.

Existem dois tipos de distribuidores: os centros de comercialização e os centros de serviços

  • centros de comercialização
    vendem no varejo os aço comprado das siderúrgicas
    investem em estoques
  • centros de serviços
    surgiram nos anos 70 e processam o aço adquirido da usina, agregando serviços como relaminação, perfilação, tubos, blanks, entre outros
    investem alto em equipamentos
IMPORTÂNCIA DO SETOR

A grande vantagem dos distribuidores é a agilidade: as usinas programam suas vendas com no mínimo dois meses de antecedência. Já os revendedores, por possuírem grandes estoques, podem atender em até 24 horas qualquer pedido no Estado de São Paulo. Por isso, mesmo a industria automobilística, por exemplo, recorre à distribuição para suprir uma necessidade inesperada ou fora das especificações comerciais fornecidas pelas siderúrgicas.

Para as produtoras de aço também é importante a vitalidade da rede de distribuição, uma vez que o setor é responsável por mais de 30% das vendas das siderúrgicas.

Além disso, há outra justificativa econômica: é mais barato gerir uma encomenda de 10 mil toneladas do que 10 de mil. Tanto que nos últimos anos, as siderúrgicas adquiriram seus próprios distribuidores de aço para escoarem seus produtos, o que levou as revendas independentes a apostarem na oferta de serviços e na busca de novos nichos de mercado, formado basicamente por pequenas encomendas.

IMPORTÂNCIA DO SETOR
  • Regularização da oferta via manutenção de estoques
  • Atendimento de encomendas de pequena tonelagem, favorecendo a produtividade das usinas
  • Reclassificação e reaproveitamento de produtos desviados
  • Atendimento de clientes sem escala ou especificações previsíveis (programações)
  • Reprocessamento dos produtos siderúrgicos e semi-elaboração.